poema 265

A tarde agita cortinas
O vento espalha café
O azul se decompõe em rastros
pelo céu

Sólido, o silêncio comunica
E derruba a suspeita das coisas

Não há mistério
E o lance de dados
É ver nas coisas
O reflexo de si mesmas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha