poema 254

Seu primeiro disparo
Ressoa doce
É sílaba entre pétalas

Seu segundo olhar
Parece calculado
É lança entre escudos

Seu terceiro passo
Tem direção
É flecha que acerta

E quando nos encontramos...
Já não estamos



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha