CANÇÃO PARA UMA NOITE DE LUAR

Tu deslocas as ruas.
A cidade é um labirinto.
Sempre acabo em tua rua.

Tu mudas de nome.
Os dias são meus degraus.
Tua janela é tão alta.

Perco-te de vista.
À tua porta, um ladrão
ataca a fechadura.

Circundas meus sonhos.
Escapas à terra,
Ao inverno, às lágrimas.

  

Edmond Jabès

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha