poema 238

Quando o Eu aparece em sombras
O peso é maior
Quando a voz é verdadeira
O curso é de águas tranquilas

Se forte ou fraco
Não importa...
É preciso encontrar o espelho
Onde o reflexo do tigre é a flor

Quando se entende a melodia das coisas
Não há tamanhos, não há medidas
Tudo se faz eternamente presente
Tudo é igual em importância

Quando se entende a melodia das coisas
Criar é descrever
E os passos dos homens
Divertem pássaros

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha