Fatos


O que interessa da vida de homem
nesse mundão de meu Deus?
A cor do sapato?
Preferência de prato?
Nada disso convém...

Não interessam seus tão pobres fatos
Rastros de ilusão
Seus porta-retratos
Seus altos e baixos
Triste repetição...

Mas me diga uma coisa
eu quero saber
suas razões de emoção...
Certa tarde de luz
Uma fêmea andaluz
Isso sim dá refrão...

O que interessa da vida de homem
nesse mundão de meu Deus?
Sua ideologia?
Sua triste alegria?
Me venha com algo além...

E me diga uma coisa
eu quero saber
suas razões de emoção…
Certo samba cantado
em timbre de voz
de rasgar coração...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha