COM A FRONTE PENDIDA


COM A FRONTE PENDIDA e o pensamento no alto,
eu ia andando, andando,
e na senda do tempo
se lançava minha vida em busca de um desejo.
Junto ao caminho cinzento
                vi uma vereda em flor
                e uma rosa
cheia de luz, cheia de vida,
                cheia de dor.

Mulher, flor que se abre no jardim:
as rosas são como tua carne virgem,
com sua inefável e sutil fragrância,

e sua nostalgia do que é triste.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha