O AVENTUREIRO

Às primeiras palavras que ela gritou
fomos precipitados na sombra.
A sombra era doce e tinha suas vantagens:
esportes, cinema e os sinais de tráfego sempre abertos.
As palavras seguintes não foram palavras de dicionário.
Nos tiraram de lá e nos deixaram
as emoções irremediavelmente desertas.
A esta altura ela não mais podia ser encontrada
dentro de nenhum dos espelhos da casa.
Ninguém ousava morrer. Todos corremos na praia nua.


João Cabral de Melo Neto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha