poema 67

ao errar o buraco da boia
o menino acertou o buraco da água
- nem sabia que não tinha como errar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha