poema 64 ou variações


I

Passeia pelo pátio
pó que parece pássaro


II

Fosse pássaro
o pó
passeia pelo pátio


III

Pelo pátio passa o pó
feito pássaro


Epílogo:

O vento varre o pó
e o faz pássaro

Comentários

Evaristo disse…
Seu "poema 64 ou variações" recria a simplicidade de observar um evento desses, num pátio ao final da tarde. A brevidade de versos e seções promove a imaginação de quem lê a primeiro plano, como se a intervenção do poeta se resumisse ao quase desaparecimento. Impressionante! Continue!

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha