poema 54


A juventude é um vestido de festa

Cujo espartilho que aperta
esconde uma alma desde sempre ancestral

A juventude é um baile provisório

Que transforma o vazio em algo encantador
que atrai olhares...

A juventude é uma mentira que conheço por dentro

Ilusões ainda por fenecer
desejos de conquista cujas derrotas dormem no tempo

A juventude é a pele falsa da maioria dos porcos

Eu mesmo um porco apressado
e guloso por um banquete que ignoro

A juventude é...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha