poema 53


Seu cheiro é tão limpo
     (atmosfera de mundo silencioso)
Agarro-me a ele
     (é uma lembrança de lã)

Seu cheiro é tão quente
     (ele é branco, ele é nobre)
Aspiro-o profundamente
     (fragrância de um sorriso único)

Seu sorriso é repleto de cores
     (as cores que você gosta de colecionar)
Porta de entrada do seu corpo
     (o que foi meu atalho no mundo)

...seu corpo...
     ...primeiro círculo que me levava a você

Você que foi embora
E agora 
é este cachecol de lã

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha