Terceira Elegia

terceira elegia: http://valentinadecrepax.multiply.com/reviews/item/20


  • Cantamos a amada, antes de que efetivamente apareça? Cantamos a amada, enquanto ainda dançamos apenas ao som da Volúpia?;

  • Amor: sentimento universal; Homem: terreno que pode permitir o florescimento desse sentimento? O amor abranda a Volúpia. Há no amor a possibilidade de nos tornarmos humanos. O amor nos dá chance de nos tornarmos dignos: enxergamos a beleza das estrelhas em um único rosto humano;

  • Toda juventude atrasa o implacável contato com a escuridão? Todo o amor nos preserva de nossas inevitáveis desventuras individuais? Permaneçamos jovens e apaixonados, Rilke? A razão atinge a maturidade quando decide aferrar-se amor?;

  • Amar é uma grande decisão. Amar é estar em contato com o mundo por meio de um único ser. Fechamos, de uma vez só, as infinitas portas de um infinito corredor (insuportável peso para as costas humanas!) e temos a chance de, finalmente, caminhar pelos bosques interiores;

  • E por tais bosques não encontrará alegria ou contentamento, mas apenas uma face suportável do horrível;

  • As flores têm a calma que a gestação do Puro exige. Nós amamos com pressa - nosso sangue é quente. Porém, temos a consciência e podemos aprender com seu exemplo;

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha