Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

Rouge

Ela está se maquiando. Sempre pede que me afaste nessas horas e eu obedeço como uma criança triste. Às vezes, a porta fica um pouco aberta e eu consigo espiar. Ela nunca percebe, tão concentrada em admirar a si mesma. Começa pelos olhos e, após vasculhar com decisão um estojo repleto de materiais de beleza, encontra o que buscava e, com gestos rápidos, transforma os cílios em uma cortina negra, que protege e realça duas safiras. Vendo-a ainda nua, julgo que ela não precisaria dessas coisas, mas não digo nada. Suas formas são todas bem delineadas, ela tem o tamanho correto para uma mulher e sua tonalidade é extremamente branca; acabo sempre pensando em uma escultura e terminei por apelidar-lhe de branquinha.
A bochecha já não é mais só pele, ligeiramente avermelhada pelo rouge que ela espalhou com a mão, que mais parecia um espanador consciente. Antes de vestir as roupas íntimas (enquanto as sustenta delicadamente entre os dedos; o braço a meia altura), olha-se demorada e languidamente.…

Sapato de couro tamanho 42

Ele foi novo um dia. Do tipo que impressiona e é escolhido especialmente para as vitrines. Seus primeiros pés foram muito importantes. O brilho de seu verniz intimidou muitos homens. Ao cabo de inúmeras conversas, decretou o fim de incontáveis bitucas de cigarro; comprimia com a ponta descrevendo um movimento pendular, de lá para cá, de lá para cá, tendo a parte de trás ligeiramente descolada do solo, de modo a concentrar mais força na frente. O sapato se sentia ambíguo em relação a esse ritual: gostava das atenções que recebia em tais momentos (olhavam-no com um misto de temor e respeito), mas não lhe agradava o desgaste que sofria em sua sola. No entanto, nada podia fazer, por mais que não pudesse deixar de considerar um exagero a demasiada força aplicada no gesto: seria necessário muito menos para extinguir a chama que dava seus últimos suspiros. Os resultados se fizeram sentir e o solado, outrora perfeitamente uniforme, tornou-se completamente chamuscado pelas intempéries das calç…