poema 1

Cansado de ser humano
Preciso de uns dias de pedra
Umas férias em granito

Ser apenas rigidez
Sem espaço para dúvidas,
Angústias
Sem vãos para que as saudades
Se metam a devorar por dentro

E aí está: não quero ter dentro,
Não quero ser fora

Quero uma unidade cinza
Um silêncio sem ecos
Uma imagem sem reflexos

Ser, apenas
E não aspirar a...
Sonhar com...
Desejar que...

- Tudo isso tão pesado

Porque eu serei pedra-leve
Encontrada pelas mãos do menino
Que me atirará ao lago
E seguirá seu caminho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cap. 68 - O Jogo da Amarelinha